O xadrez é um jogo que fascina e cativa crianças, jovens, adultos e idosos em todo o mundo e os deficientes visuais não estão fora deste quadro e se destacam cada vez mais nesta modalidade.
Por não ser um esporte popular isto dificulta o seu acesso para os portadores de deficiência visual, pois eles precisam de recursos diferenciados para a sua aprendizagem.

Sem o material adequado o deficiente visual se sente excluído, e sua aprendizagem fica comprometida.

Com base nisto, este projeto surgiu mediante uma necessidade de se ter no mercado um produto que pudesse atender o portador de deficiencia visual, podendo também ser utilizado por pessoas de visão normal, trabalhando assim responsabilidade social, e incluindo cada vez mais o portador de deficiência visual na sociedade.

Este produto foi desenvolvido por Sharlene Serra como tema de conclusão do curso de Desenho Industrial e sua idéia principal foi desenvolver um produto que atendesse ao deficiente visual e também possa ser jogado por pessoas com boa visão e seus diferenciais são a textura, os relevos e a linguaguem Braille.

As adaptações proporcionaram resultados satisfatório ao produto, além de serem sutis aos olhos dos não deficientes visuais. É bom ressaltar que este material foi também utilizado por crianças com paralisia cerebral, sendo bastante viável quanto a sua utilização.

A designer, Sharlene Serra é formada pela Universidade Federal do Maranhão com especialização em Educação Especial e desde 97, vem trabalhando com PNEs (Portadores de Necessidades Especiais).

A partir de 99 se dedicou com a deficiência visual. Desenvolveu o projeto nadar é viVER onde promoveu a natação para grupos de deficientes visuais. Trabalha junto a ASDEVIMA ( Associação de Deficientes Visuais do Maranhão) e no CEDEMAC ( Centro Desportivo Maranhense de Cegos).

O projeto de jogo de xadrez surgiu a partir da necessidade de se desenvolver um produto inclusivo, capaz de atender várias necessidades. Foi Divulgado no IBC(Instituto Beijamin Constant-Maior Centro de Deficiência Visual da América Latina-RJ), participação da Feira do empreendedor- SEBRAE-MA (destaque em Site), jornais locais e campeonatos de xadrez, o projeto está em fase de expansão e precisa de parceiros para difundi-lo. Escreve livros de literatura infantil voltada para a educação inclusiva (fase de finalização) e trabalha como designer em escritório particular.

Para saber mais, entre em contato com a designer Sharlene Serra (sharlene_s@zipmail.com.br, rsinfodesign@yahoo.com.br).

Na Amazon.com também existe um tabuleiro especial para deficientes visuais e que custa US$23,95 (aproximadamente R$43,00 ).Para saber mais, clique aqui.

 

Deixe um comentário